A Cidade

Biritiba Mirim, já pertenceu a Mogi das Cruzes. E o Rio Tiete já foi o ponto de passagem de bandeirantes cortando seu território.
A cidade se caracterizou como a passagens de tropeiros que iam em busca de feiras de gado, e vinham antes a zona rural para adquirir produtos alimentícios e de higiene Segundo a tradição estes viajantes tinham o habito de fincarem cruzes na terra ao longo dos caminhos por onde passavam para a finalidade de orientar os próximos viajantes e demarcar espaços por onde havia passado.
Foi daí que surgiu a estrada de Santa Catarina, que margeia o rio Tietê, sendo este o primeiro povoado da região. Foi no local repleto de cruzes que se construiu, a primeira capela de Biritiba Mirim, a de São Benedito,e se tornou centro de devoção, mais tarde veio a ser a Igreja Matriz de Biritiba.
Diz a tradição que uma menina de 10 anos, de nome Firmina é quem motivou a construção da capela. Acreditava-se que ela era capaz de com sua fé, fazer profecias, multiplicar alimentos e curar pessoas.
A fonte básica de renda da região é a agricultura na qual foi iniciada por imigrantes japoneses.
O governador Adhemar de Barros de um grande passo para o desenvolvimento, inaugurando a Estação de Tratamento de Água da Sabesp, que abastece parte da Grande São Paulo.
Acompanhando o Rio Tietê encontra-se distante 70 quilômetros da Capital, ocupando 414 quilômetros quadrados, dos quais 8.500 hectares são de Mata Atlântica.
Localizada a 780 metros de altitude, o município conta com um clima tropical temperado e uma temperatura média anual de 15º C.
Fundado em 1873 a partir da construção da Capela de São Benedito, Biritiba Mirim possui uma das mais belas paisagens da região.Devem ser visitados o Mirante do Clube de Campos, a Pedra do Sapo, a Pedreira do Sítio Novo, a Pedra Grande, a Pedra da Forquilha, os Picos Itatinga e do Garrafão.
Todas essas áreas são cobertas de vegetação nativa, com agincos, cedros, palmitos, embaúbas, abrigando pacas, cotias, porcos-do-mato, capivaras, macucos, jacutingas, tucanos, entre outras espécies.
Além do rio Tietê, diversos são os córregos existentes, tais como Ribeirão Biritiba, Ribeirão Lindeiro, Rio Itapanhaú e Ribeirão do Campo onde localiza-se a barragem da SABESP, que fornece água para a região metropolitana de São Paulo.

Geografia

A população estimada em 2008 era de 29.208 habitantes e a área é de 316,8 km², o que resulta numa densidade demográfica de 108,43 hab/km².

Altitude: 780 m

Seus limites são Guararema a norte, Salesópolis a leste, Bertioga a sul e Mogi das Cruzes a oeste e noroeste.

Quanto a paisagem, ao redor do perímetro urbano, situa-se a Agricultura (Olericultura e Floricultura).

O clima da cidade, como em toda a Região Metropolitana de SP, é o Subtropical. A média de temperatura anual gira em torno dos 20Cº, sendo o mês mais frio Julho (Média de 15°C) e o mais quente Fevereiro (Média de 23°C). O índice pluviométrico anual fica em torno de 1300 mm.

Afastando-se do centro urbano, encontra-se o reflorestamento, caracterizando a diversidade de elementos na paisagem, por conta das atividades antrópicas, inclusa aí, a Barragem de Ponte Nova, no lado leste do município. Encaminhando-se para o sul, até o limite territorial, depara-se com a Mata Atlântica, esta a única região que apresenta alto grau de mata nativa. Como singularidade encontra-se alguns pontos de destaque, no relevo da região do Planalto Paulista. São eles Pedra do Garrafão e Pedra do Sapo.

Como intrusões visuais deve-se destacar a Represa dos Andes, localizado no sul de Biritiba (distante 15 km em linha reta), literalmente inserida na Mata Atlântica, com aproximadamente 2 (dois) alqueires da área. Além dessa, há que se mencionar a Agricultura como fator de destaque visual na paisagem, formando uma "Concha de Retalhos". O reflorestamento apresenta-se também como forte intrusão visual em diversas áreas do Município.

Dados Gerais

Área Total - 414 KM²
Área Urbana - 68 KM²
Área Rural - 346 KM²
População - 24.643 habitantes
* Urbana: 20.778
* Rural: 3.875
* Homens: 12.501
* Mulheres: 12.152
Altitude - 780 m do nível do mar
Latitude - 23º 39' 32"
Longitude - 46º 02' 28"
Clima - Tropical Temperado
Temperatura - Média anual de 18ºC
Densidade demográfica (hab./km²): 77,82
Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 19,62
Expectativa de vida (anos): 69,33
Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 2,41
Taxa de alfabetização: 86,71%
Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,750

* IDH-M Renda: 0,688
* IDH-M Longevidade: 0,739
* IDH-M Educação: 0,824

(Fonte: IPEADATA)
OBS: Dados do Censo - 2000

Rodovias

  • SP-88
  • SP-92
  • SP-98
Hidrografia

Os rios que atravessam o município e limitam seu território são: Rio Tietê, Ribeirão do Biritiba, Rio Itatinga, Rio Itapanhaú, Córrego Lideiro, Rio Parnaíba, Córrego da Fazendinha, Ribeirão Putim, Córrego do João Melo (Córrego da Fazenda ou Córrego Léo), Ribeirão da Fazenda São José, Ribeirão Alegre ou Peroba, Córrego do Capinzal, Ribeirão Guacá, Ribeirão das Pedras, Rio Claro, Ribeirão do Itaim, Ribeirão do Campo no qual localiza-se a Barragem Ribeirão do Campo (Sabesp) que fornece água para a região da Grande São Paulo.